São José do Rio Claro
Executivo recebe Aturcira para fortalecer ações intercambiais de turismo no município
tera, 13 de agosto de 2019

Executivo recebe Aturcira para fortalecer ações intercambiais de turismo no município

Membros do Poder Executivo receberam, na manhã desta terça-feira (13), o presidente da Associação de Turismo da Região Circuito das Águas (Aturcira), Naftali Uller Alves de Almeida, no Paço Municipal de São José do Rio Claro.

Entre os presentes estavam os secretários Milton Sherwinski (Indústria, Comércio e Turismo), Ercília Socoloski (Administração), Roberto Buscioli (Finanças), Bianca Lachovicz (Promoção e Assistência Social) e o vereador Adriel Pereira Irineu, que também integra a equipe de Agricultura e Meio Ambiente.

A proposta do encontro objetiva fortalecer o vínculo organizacional por meio do termo de adesão para agregar ações intercambiais conjuntas em prol do desenvolvimento colaborativo. Esse processo de trocas de experiências e operativa envolve o planejamento, o desenvolvimento e a implementação de Planos Estratégicos de Desenvolvimento do Turismo Regional, de modo que seja necessária a existência de uma organização que se encarregue da coordenação, acompanhamento e gestão da região turística. Atualmente, são 12 os municípios que compõem a associação: Acorizal, Arenápolis, Chapada dos Guimarães, Diamantino, Denise, Jangada, Nobres, Nova Brasilândia, Nova Marilândia, Rosário Oeste e São José do Rio Claro.

Na oportunidade, o gestor da Aturcira explanou sobre a regência, parâmetros, atribuições e diretrizes da Instância de Governança Regional (IGR), que é composta pelo poder público, pela iniciativa privada, pelo trade turístico (donos de hotéis e pousadas, de restaurantes, espaços de lazer, transportes ou de agências de turismo, por exemplo) e pela sociedade civil organizada. Inclusive, há dois sócios empresariais rio-clarenses, que são a JJ Turismo e a Pousada Jardim da Amazônia, mas objetiva-se ampliar esse quadro para incrementar os repasses e investimentos em execuções.

“O Ministério preconiza estratégia de estruturação do Mapa do Turismo de forma regional e descentralizada. A associação funciona de maneira consorciada, prestando consultoria e contribuindo com ações para o desenvolvimento do turismo local integralizado, dispondo de mecanismos para assessorar os gestores vinculados com proposição, monitoramento e avaliação de políticas, planos e projetos voltados para o setor”, esclarece Uller.

Para Buscioli, a tramitação equaliza na Lei Orçamentária Anual (LOA), com justificativa sólida e aprazível.

“Temos que observar a legalidade junto à vereança para dar o prosseguimento documental. Acredito que a parceria trará benefícios, tanto para investimentos ministeriais em infraestrutura na cidade quanto ao atrair turistas e investidores”, pondera.

Conforme o secretário da pasta, as atribuições coordenadas estabelecem a disseminação turística por meio de proposituras assertivas.
“Planejar ações em âmbito local tramita em consequentes parcerias que contribuam com atividades, repercutindo na diligência da economia e na geração de renda ao empresariado rio-clarense. Portanto, estamos engajados e temos pleno interesse em promover o elo turístico, em alavancar o segmento aqui em São José do Rio Claro e nos municípios da composição”, argumenta Scherwinski.

Segundo o chefe do Executivo rio-clarense, Valdomiro Lachovicz, a percepção de um planejamento estratégico pode ser rentável ao município, conciliando infraestrutura, sustentabilidade e crescimento econômico.

“É possível associar esse compromisso socioambiental com o desenvolvimento econômico por meio do Circuito das Águas, considerando que o Ministério do Turismo disponha de inúmeros projetos voltados infraestrutura, estética e logística, seja para asfaltamento, Centros de Eventos, Centro de Apoio ao Turista (CAT) ou, especificamente, para Festival do Matrinxã, por exemplo. Essas ações intercambiáveis, ou seja, de troca de experiências com outros municípios associados, pode ser extremamente vantajosa para os gestores. Todos ganham quando se empenham, além de ser uma forma inteligente de arrecadação do erário municipal, diminuindo os impactos quando bem organizado”, finaliza o prefeito.

Mais Notícias